Imprensa

O MONSTRUOSO SUCESSO “SHREK – O MUSICAL”

Ver um personagem levitar em pleno palco já é motivo de sobra para atrair milhares de espectadores por toda a temporada. Se os efeitos da série Shrek impressionaram o público nas salas de cinema em todo o mundo, a adaptação musical para os palcos brasileiros com certeza irá surpreender o exigente público paulistano por sua grandiloquência.

Shrek – O Musical conta a história do carismático ogro que luta contra um nobre trapalhão pelo amor de sua princesa Fiona. Tudo com a espirituosa e perspicaz ajuda de seu amigo Burro. E as peripécias dessa saga são cantadas e contadas de forma singular pela produção brasileira, num conjunto cenográfico que transpõe fantasticamente a plateia para o pantanoso e divertido mundo de Shrek.

Baseada no original da DreamWorks Theatricals, a versão brasileira de Shrek – O Musical tem direção de Diego Ramiro.

Claudio Botelho, nome que é excelência em produções musicais brasileiras, assina com maestria as versões das músicas para o português. O texto assinado por Cristina Berio foi criativamente adaptado para conquistar o público no Brasil. Essa dobradinha é apenas uma das combinações que vão prender o espectador por toda a hilariante jornada.

Entre os muitos efeitos surpreendentes que enriquecem o espetáculo vale ressaltar o ilusionismo de Issao Imamura, que, como num passe de mágica, faz levitar a princesa Fiona, para delírio da plateia.

Aplaudido por mais de 2,5 milhões de pessoas nos países por onde passou (EUA, Inglaterra, Espanha, Itália) , Shrek – O Musical estreou no Rio de Janeiro, onde permaneceu por cinco meses. Na curtíssima temporada curitibana, também foi aplaudido por milhares de pessoas, em sessões lotadas. Chegou em São Paulo em setembro de 2013, onde permaneceu durante 3 meses com um público de 70 mil pessoas. Em 2014 sai em turnê pelo Brasil.

Diversão garantida, Shrek – O Musical é uma atração que vai conquistar toda a família. Programa digno de agenda.
Aval para isso o espetáculo já tem: “Realmente me surpreendi! É uma grande emoção ver a paixão da equipe brasileira, que realizou uma das produções mais criativas que já vi”, disse Bill Damashcke, da DreamWorks.

Curiosidades monstruosas

Assim como o ogro, Shrek – O Musical tem números de peso:

  • Mais de 100 profissionais envolvidos entre elenco, músicos, produção e técnicos
  • Mais de 200 empregos diretos e indiretos
  • 20 kg é o peso do figurino de Shrek
  • 100 quilos distribuídos em 10 metros constituem a personagem Dragona, imenso boneco operado por 4 profissionais
  • 3,5 toneladas de gelo foram consumidas somente na primeira temporada

“Shrek The Musical” foi a primeira produção da DreamWorks Theatricals, divisão da gigante DreamWorks Animation. A superprodução teve grande sucesso de bilheteria nos Estados Unidos, onde estreou em 2008 e foi indicada a oito Tony Awards.

No Brasil, Shrek – O Musical ganhou o prêmio ‘Arte e Qualidade Brasil’ na categoria de melhor espetáculo em versão brasileira.

Produzido pela Kabuki Produções, apresentado pelo Ministério da Cultura e Ourocap, com patrocínio da Cielo e apoio da Aché, Shrek – O Musical é diversão garantida para toda a família, com classificação livre.

Kabuki Produções

Responsável por trazer ao Brasil os melhores espetáculos da Broadway e do mundo, a Kabuki Produções proporciona experiências e entretenimento do mais alto padrão de qualidade.

O clássico “Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro” e o teatro circense catalão “La Fura dels Baus” são alguns dos projetos realizados no país pelos produtores artísticos Diego Ramiro e Lilian Cordeiro.

Sinopse

Shrek é um ogro que vive feliz e sozinho num pântano de Tão Tão Distante.

Seu sossego é ameaçado quando o governante local, Lord Farquaad, despeja no lugar todas as criaturas mágicas de seu reino. Para se livrar delas, o ogro faz um acordo com Farquaad: vai buscar a “peça” que tornaria completo o reino de Lord. Essa peça é Fiona, uma princesa politicamente incorreta que vive aprisionada num castelo vigiado por um dragão. Shrek e seu amigo Burro partem para a missão de libertá-la. E conseguem. Mas Shrek se apaixona por Fiona, passando a lutar pela conquista de seu coração.

Autores

David Lindsay-Abaire – Textos e Músicas

Recebeu o Prêmio Ed Kleban. Letrista do Teatro Musical Mais Promissor. Prêmio Pulitzer de Drama pela peça “Rabbit Hole”, que estreou na Broadway com cinco indicações ao Tony Awards. Com “Shrek The Musical”, foi indicado a dois prêmios Tony, como Melhor Texto e Melhor Música.

Jeanine Tesori – Músicas

Escreveu quatro musicais da Broadway nomeados ao Tony Awards: “Twelfth Night”, “Thoroghly Modern Millie”, “Shrek The Musical” e “Caroline or Change”, que também ganhou o prêmio Olivier de Melhor Musical no National Theater de Londres. Indicada em diversas premiações, Jeanine escreveu canções para os filmes “Shrek Terceiro”, “A Pequena Sereia III”, “Mulan II” e “Lilo e Stitch II”.

Direção

Diego Ramiro – Diretor Artístico

Diego já atuou como ator e apresentador de TV, em quase duas décadas de carreira. Nos últimos anos, está à frente da Kabuki Produções em sociedade com Lilian Cordeiro. Juntos, montaram o musical “Jekyll & Hyde, O Médico e o Monstro” e “Cielo Arte – La Fura dels Baus” em parceria com o grupo catalão La Fura dels Baus.

Tradução

Claudio Botelho – Músicas

Claudio Botelho é considerado, ao lado de Charles Möeller, um “mago dos espetáculos”. Desde 1990, assinou traduções, versões e foi responsável pela direção musical de grandes espetáculos, como “As Malvadas” (Prêmio Sharp de melhor Musical de 1997), “Cole Porter – Ele Nunca Disse que Me Amava” (Prêmio Governador do Estado pela direção musical), e “Company” (indicado ao Prêmio Shell), entre mais de 30 montagens.

Cristina Berio – Texto

Nascida e criada entre a Itália e o Brasil, Cristina Berio atualmente mora em Los Angeles, onde trabalha como diretora de dublagem. Pesquisadora e produtora de documentários de TV (The War On Drugs), participou da produção do documentário sobre Frank Zappa, produzido por Gail Zappa. Cristina trabalhou como tradutora em Shrek 3, Homem Aranha 3, A Era do Gelo 2, The Simpsons, Munique, O Terminal, entre outros títulos. Cristina coordenou a equipe de texto de Shrek – O Musical, formada por Fernanda Fernandes e Pavlos Euthymiou.

Coreografia

Caio Nunes

Começou seus estudos de Ballet na Escola Estadual de Dança Maria Olenewa (antiga Escola do Teatro Municipal do RJ), participou de diversas companhias e foi diretor e coreógrafo do grupo  Dzi Croquets. Com diversos prêmios, coreografou Comissões de Frente de Escolas de Samba do RJ e RS e também montagens de teatro, shows e cinema. É responsável pela preparação corporal de diversos atores e cantores e é coreógrafo da TV Globo.

Imprensa – Temporada Recife:
www.facebook.com/shrekomusical
www.youtube.com/kabukiprodart
www.shrekomusical.com.br